Dama da Noite - Rainha da Noite Branca
Disponibilidade: 10 a 15 dias úteis
R$ 25,80

Pague em 1x de R$ 25,80 sem juros

ver parcelas

R$ 25,80 no boleto bancário

R$ 25,80 no pix

R$ 25,80 no débito online

R$ 25,80


Dama da Noite - Rainha da Noite Branca  

Planta que pertence a família Cactaceae. Esta espécie se desenvolve de forma epífita e trepadeira.

As flores brancas, grandes e muito perfumadas, começam a abrir ao cair da noite, o que explica seus nomes populares.

A flor dura apenas uma noite, no entanto, outros botões surgem ao mesmo tempo. Aquela flor que se abriu ao cair da noite irá fechar logo no início da manhã e não se abrirá mais.

A planta necessita de muita luminosidade e luz solar. Pede regas regulares, sem exageros, por se tratar de uma cactácea.

Pode ser cultivada em canteiro ou em vasos grandes, desde que tenha boa drenagem. Trata-se de uma planta que precisa de apoio ou suporte para se desenvolver. Em vasos, o ideal é que sejam providenciados suportes, no jardim, pode se apoiar em muros e pedras, resultando num lindo visual.

"Os botões desabrocham nos meses do verão. Mas cada flor permanece aberta apenas por uma noite.

Tem um perfume doce e inebriante, um brilho que prende o olhar e um branco que constrange o breu da noite ao mesmo tempo em que homenageia a beleza da lua. O raro espetáculo apresentado pela rainha da noite, planta de admirável floração noturna, acontece nos meses do verão, geralmente entre janeiro e março. A plateia tem que ficar atenta ao show, que ocorre sempre depois que o sol, encerrando seu próprio espetáculo diário, se esconde totalmente atrás das montanhas, após às 21 h, e termina antes dos primeiros raios da aurora descortinar um novo dia.
Nessa peça majestosa engendrada pela natureza, outro ato chama a atenção ou mesmo ao espanto dos olhares menos avisados. Cada botão só floresce uma vez, depois de lançar aos ventos seu forte perfume e chegar ao clímax de sua floração, misteriosa e costumeiramente por volta da meia-noite, ao nascer da manhã, como num funeral macabro, a Rainha da Noite se fecha para o mundo, murcha ao receber a claridade e dentro de uma semana cai do ramo e seca no chão. Ali aos pés do palco, encerra um ciclo que vai se repetir apenas numa nova temporada com outros personagens.
Seria de esperar pouco de uma planta da família dos Cactos, cujas flores surgem de ramos que, embora pareçam folhas, são hastes achatadas bem firmes e preventivamente sem espinhos. Mas a natureza tem lá seus caprichos de mãe e sabe surpreender. E só quem tem em mãos os bilhetes antecipados do show pode conferir ao vivo uma peça que, não sem razão, começa depois do fechar da cortina das tardes de verão.(Fonte: Plantas, Flores e Jardins)".

Assista ao vídeo em https://www.youtube.com/watch?v=qAKoQ8GUNAQ


Embalagem com 01 (uma) unidade